Dessa vez fiquei satisfeito

Como comentei no post de 9 de Janeiro fiz 2 cervejas entre o natal e aquela data. Agora com as cervejas prontas já posso dividir um pouco como foi a receita e os resultados de cada uma.

img_20180204_181028_7645628997730884390093.jpg

Belgian Tripel

Essa foi minha segunda tentativa em fazer uma cerveja de estilo belga próximo a uma tripel ou belgian strong ale. Na primeira tentativa tive problemas de fermentação. As cervejas ficaram com muito álcool superior, muito aroma de banana e muito doce indicando uma fermentação muito vigorosa nos primeiros dias e problemas de atenuação. Naquela tentativa fiz um split batch com WLP 545 Belgian Strong Ale, T-58 e S-33 da Fermentis. Para essa nova receita resolvi tomar mais cuidado da fermentação e da adição de açúcar para evitar ambos os problemas.

Receita (para 10L)

2kg Malte Pilsen

1kg Malte Trigo

385g de açúcar refinado. Mas o açúcar eu deixei para adicionar no fermentador no 3o dia de fermentação.

Mostura a 65oC por 90 minutos. Levei 13.5L de mosto a 1043g/L para a fervura

35g de Fuggles a 60 min de fervura somente para 29 IBU.

No final da fervura levei 10.5L de mosto a 1053g/L para o fermentador para resfriar durante a noite na geladeira.

No dia seguinte já na temperatura correta (17.5oC) adicionei um Activator Pack de WYeast 3787 (Trappist High Gravity). Foi o primeiro dia a 17.5oC, o segundo e terceiro a 18.5oC e 19oC por mais 7 dias. O açúcar como falei foi adicionado ao fermentador no 3o dia de fermentação dando um OG equivalente a 1083g/L. No final dos 10 dias de fermentação a cerveja já tinha atenuado muito até 1006g/L de FG o que deu o equivalente a 10.3% ABV. Neste dia retirei 3L para outro fermentador e fiz dry hopping com 25g de Centennial em flor. A cerveja sem o dry shopping foi para o cold crash a 5oC por 7 dias. A com dry shopping ficou do lado de fora da geladeira a aproximadamente 18oC por 7 dias também. Depois ambas foram engarrafadas no mesmo dia com 2 pastilhas de Carbonator Drops por garrafa de 500ml. Ficaram então pelo menos 10 dias referendando nas garrafas na cozinha de casa a aproximadamente 25-28oC.

Percepção sensorial: Cor dourado escuro, espuma branca pouco presente e pouco persistente. Aroma com pouco éster e fenólico mais para o neutro. Baixo corpo, sem dulçor residual, baixa carbonatação para o estilo. Pouco éster e fenólico para o estilo. No geral fiquei satisfeito apesar de precisar mudar algumas coisas para a próxima tentativa. A cerveja com o dry hopping ficou mais interessante do ponto de vista sensorial pois o pinho do lúpulo Centennial supre a falta de ésteres e fenólicos dando mais complexidade e frescor a cerveja.

Mudanças para a próxima, 100% malte pilsen (talvez um pouco de aveia somente para melhor estabilidade da espuma), menos açúcar, temperatura de fermentação dos 3 primeiros dias mais alta, priming com açúcar em proporção de 8g/L.

img_20180128_180433_4289109884581803113126.jpg
Rotenfuss Tripel (esq.) vs. Tripel Karmeliet (dir.)

American IPA

No passado já tinha chegado a uma receita de American IPA que me agradava, mais ainda não tinha conseguido fazer uma boa IPA aqui na Alemanha por diversos motivos. Portanto resolvi usar a mesma receita antiga só mudando a adição dos lupulos de aroma para adequar um pouco o meu processo atual. O fermento usado antes era o US-05 da Fermentis mas como tenho acesso mais fácil a WYeast Activator aqui resolvi usar um desses.

Receita (para 10L)

3kg Malte Pale

0.5kg Cara/Crystal Malt 20L

Mostura a 65oC por 90 minutos. Levei 15L a 1053g/L para a fervura.

38g Fuggles + 5g Galena a 60 minutos para 56 IBU.

Levei 12L a 1067g/L para o fermentador e resfriei durante a noite. No dia seguinte já a temperatura de 18oC adicionei o fermento WYeast Activator Pack American Ale. A cerveja fermentou a essa temperatura por 7 dias quando foi adicionado o dry shopping de 100g de Cascade e 75g de Centennial em Flor. FG medido a 1010g/L resultando em 7.5% ABV. Mais 7 dias de cold crash e  engarrafada com priming de açúcar na proporção de 7g/L.

Percepção sensorial: Cor ambar, espuma branca pouco persistente. Aroma mais para cítrico e pinho com um pouco de malte. Corpo méio, pouco dulçor residual equilibrado com o amargo, perceptível mas abaixo da média para o estilo. Média carbonatação, adequada para o estilo. Pouco éster e fenólico, mais para neutro adequado para o estilo. No geral fiquei bem satisfeito. Acho que nas próximas só vou brincar mais um pouco com as adições de lúpulo de aroma.

img_20180203_212043_2826544355383656939201.jpg

 

Advertisements