Bruxelas

Acho que não precisa nem falar, mas como Colônia fica a somente 2 horas de carro de Bruxelas acabamos indo com muita frequência para lá. Seja para um simples passeio ou para algum festival/evento.

20150704_135443.jpg

E nessas idas e vindas já colecionamos uma série de lugares que gostamos muito de ir e repetir. Então ao invés de contar como foi uma destas visitas segue a lista dos lugares que gostamos de frequentar:

Moeder Lambic Fontainas (Place Fontainas 8, 1000 Bruxelles, Bélgica) – Acho que não precisa de muita apresentação. Bar muito legal, frequentado por amantes de boa cerveja, em especial das Sours. Sempre com uma boa seleção e boas opções para comer. Aqui não se encontra as clássicas cervejas belgas (trapistas, Duvel, Delirium, etc.) mas cervejarias mais novas e menos conhecidas. No verão pegue uma mesa externa e aprecie a vista da avenida (que fica fechada ao transito de carros). O bar promove muitos eventos ao longo do ano, sejam lançamentos como mini festivais com cervejarias de outros países. Fique de olho na página deles no Facebook para tentar combinar uma visita com algum evento.

Delirium Café (Impasse de la Fidélité 4, 1000 Bruxelles, Bélgica) – Não tem como falar em Bruxelas sem falar no Delirium Café. Dono da maior carta de cervejas do mundo o bar é uma parada obrigatória para qualquer amante de cervejas. Perto da Grand Place, escondido em um beco, você encontra o que hoje é um complexo de 4 bares do mesmo grupo. Lá tem de tudo, das belgas clássicas, as importadas de todo lugar do mundo, até aquela cerveja obscura que nunca ouvi falar. O ambiente do bar durante a tarde é mais tranquilo, portanto se prefere sentar para apreciar a cerveja com calma e conversar com quem mais estiver consigo, procure ir nesse período. Já a noite o bar e o beco costumam ficar lotados de grupos de turistas, onde para a maioria o objetivo é fazer festa e se embriagar. Se quiser fazer amigos com estranhos a cada 5 minutos sem se importar em fazer análise sensorial de cada copo que estiver bebendo, vá a noite. A diversão, e novas amizades são garantidas.

Café Des Halles (Place Saint-Géry 1, 1000 Bruxelles, Bélgica) – Esse café fica dentro do Halles Saint-Géry que é um mercado antigo no centro de Bruxelas transformado em galeria de arte e onde 1 vez por mês acontece um brechó (mercado de pulgas). Com poucas porém boas opções de cerveja é um ótimo lugar para sentar do lado externo do verão e curtir o movimento desse quarteirão boêmio do centro da cidade (menos turistas e mais locais) ou sentar do lado de dentro no inverno e curtir a música eletrônica quando o local se transforma num lounge.

Cantillon (Rue Gheude 56, 1070 Anderlecht, Bélgica) – Essa cervejaria não precisa de muita apresentação e com certeza é um lugar mandatório para qualquer aficcionado por cervejas visitar em Bruxelas. O tour (auto guiado) pela cervejaria é ótimo para se entender o processo de fabricação de Lambics e a degustação no final (incluída no ingresso no tour) perfeita. Minha primeira sensação ao entrar na Cantillon pela primeira vez foi que o aroma de Sour Beer/Lambics permeia o lugar todo. Minha vontade era de lamber as paredes daquele lugar. No final, não precisa, você pode simplesmente sentar na área reservada e ficar degustando as cervejas disponíveis. Mas fique de olho nos horários de funcionamento pois eles não abrem domingos e feriados e fecham relativamente cedo nos dias que abrem.

Outros bares cervejeiros que valem a pena citar são, À la Mort Subite (Rue Montagne aux Herbes Potagères 7, 1000 Bruxelles, Bélgica), Brewdog Brussels (Putterie 20, 1000 Bruxelles, Bélgica), Au Brasseur (Rue du Marché aux Fromages 3, 1000 Bruxelles, Bélgica)

20150704_144551.jpg

Alguns festivais que acontecem na cidade são:

Belgian beer weekend – O mais conhecido e tradicional festival de cerveja belga em Bruxelas. A Grand Place é tomada pelo festival onde se encontra todas as clássicas cervejas belgas. O festival acontece em 3 dias onde não se cobra entrada, somente o que é consumido.

BXL Beer Fest – Um festival mais alternativo, onde as cervejas presentes são de cervejarias mais novas e mais próximas do movimento craft. Aqui podesse encontrar cervejas de estilos ingles, alemão, americano, belgas, etc. sem restrição. Nesse ainda não fui mas pretendo ir esse ano.